PRINCÍPIO DO BELO

A arte tem o papel de alegrar o homem e de promover o desenvolvimento de suas qualidades mais essenciais. As diversas manifestações artísticas contribuem, assim, para o progresso de nossa civilização, ocupando o artista um importante lugar neste processo. Sua missão vai muito além da diversão, o que lhe confere um nível de responsabilidade, nem sempre, percebido pelos próprios artistas.

 

No entanto, não apenas as reconhecidas formas artísticas devem conter o Belo. Este deve estar presente na casa em que residimos, nas roupas que vestimos, na comida e na bebida que ingerimos, na maneira como nos comunicamos, nos relacionamentos com as pessoas e com a própria natureza. Os cuidados pessoais com o desenvolvimento da saúde física, mental e espiritual também são práticas do Belo.

 

Num sentido amplo, o Belo está associado ao nosso jeito de usufruir a vida e aos nossos sentimentos. A gratidão, o desapego, a sinceridade, a resiliência, o autoconhecimento, a reflexão sobre o que é importante para nós, a meditação e a capacidade de desfrutar a vida são formas elevadas de manifestação do Belo.

 

 

 

Interessado? Entre em contato.

Nome
Email
Telefone
Mensagem