PRINCÍPIO FELICIDADE

 

 

"Como venho afirmando há muito tempo, nossa feli­cidade depende de fazermos os outros felizes. Esse é o meio mais seguro para alcançá-la, e eu o venho aplicando há muitos anos com resultados maravilhosos.... Pratiquemos o maior número possível de boas ações, pensemos em dar alegria às outras pessoas."

"Que na vida cotidiana suscitemos esperança no coração das pessoas com quem lidamos, tendo por lema pro­ceder com amor e gentileza em relação a chefes e subalter­nos, bem como seguir as normas da honestidade."

"Sabemos que serão mais felizes aqueles que prati­carem maior número de ações louváveis. Já imaginaram que povo e que nação surgiriam, se todas as pessoas se unissem para praticar o bem?

Tudo é regido pelas imutáveis Leis da Grande Natureza, inclusive os pensamentos e os atos dos homens. Quando os nossos pensamentos e ações são construtivos e benéficos, e estão em conformidade com as Leis do Cosmos, facilitando o Plano evolutivo, então, somos felizes e prosperamos."

                                                                                                                                Mokiti Okada

 

O Princípio Felicidade remete a uma lei básica da natureza. Não é possível colhermos o que não plantarmos. Todos almejam a felicidade, mas quantas pessoas felizes conhecemos? A felicidade deve ser construída e para isso é preciso que plantemos felicidade em nosso cotidiano.

 

Talvez o mais difícil seja, inicialmente, em nosso próprio lar, com as pessoas que amamos e que convivem conosco. Por estarmos mais à vontade, muitas vezes, relaxamos, e nos tornamos egoístas com estas pessoas. Deixamos de dar atenção aos detalhes, como um bom dia, boa noite e pequenas gentilezas que fazem tanta diferença.

 

No trabalho, isto também ocorre. Aqui agravado pelo fato de, na maioria das vezes, não termos escolhido este convívio. Com algumas pessoas temos uma afinidade positiva naturalmente, com outros uma afinidade negativa, muitas vezes, sem qualquer razão. Precisamos transformar estas afinidades em positivas também. Isto é possível se mudarmos o nosso sentimento, cultivando o desejo de vê-las felizes e aproveitando as oportunidades que surjam.

 

Esta prática, estendida a todas as nossas relações e situações do dia, pode transformar-se em uma espécie de hobby: o de fazer outras pessoas felizes. Isto por si só nos dará muito prazer no presente, ao mesmo tempo, que servirá de boas sementes de felicidade para o futuro.

Interessado? Entre em contato.

Nome
Email
Telefone
Mensagem